Credo in Unam, Sanctam, Cathólicam et Apostólicam Ecclésiam

"Na presença dos Anjos ei de cantar-Vos e adorar-Vos no vosso santuário."
(Salmo 137, 1)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A Questão da Descriminalização do Aborto no Brasil!


O Aborto é actualmente um dos temas mais discutidos no Brasil. Alguns afirmam que o aborto seria uma questão de saúde pública. A questão do aborto não pode ser entendida, de maneira alguma, como uma questão de saúde pública uma vez que o aborto não traz a saúde para ninguém, pelo contrário, há muitos riscos e consequências graves para o corpo da mulher, para os familiares e até para os médicos envolvidos. O Dever do Estado é garantir a saúde e não o contrário! Atendendo uma mulher que deseja abortar o Estado presta um desserviço! Cabe a cada governo decidir se é a favor da vida ou não! Aprovando a lei do aborto o Estado permite que haja homicídios em larga escala e ainda por cima pagos pelo o governo! Mas há muitas questões envolvidas que estão nas entrelinhas... por exemplo:

"com todas estas decisões a favor do aborto… o actual governo tornaram-se activos colaboradores do Imperialismo Demográfico que está sendo imposto em nível mundial por Fundações Internacionais, as quais, sob o falacioso pretexto da defesa dos direitos reprodutivos e sexuais da mulher, e usando o falso rótulo de "aborto - problema de saúde pública", estão implantando o controle demográfico mundial como moderna estratégia do capitalismo internacional".
http://www.votopelavida.com/apelobrasileirosbrasileiras.htm

É uma estratégia da Cultura da Morte, envolvendo aprovação do Aborto e da Eutanásia, onde a vida do ser humano adquire um valor relativo ou em seus primórdios e no fim simplesmente deixa de ter valor. Esse imperialismo demográfico difundiu a falsa ideia de que aumento de população aumentaria também o subdesenvolvimento, para impedir o desenvolvimento de certos países pois:

“Nenhum economista consegue provar que o controle da natalidade ajuda o desenvolvimento; mas muitos provam o contrário. Os dois países que mais se desenvolvem hoje são os de maior população: China e Índia. Enquanto o Japão tem cerca de 330 pessoas/quilómetro quadrado, a América Latina tem em média apenas 20. E todos sabemos que lá há muito menos miséria, analfabetismo, falta de escolas, hospitais, casas, do que aqui entre nós. E o Japão está fazendo campanha para aumentar a população.”
http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2010/08/19/uma-noticia-chocante/

A promoção do aborto e da eutanásia interessa a países ricos e também em nome de uma suposta “melhoria da raça humana” através da biologia, defendida pelo movimento eugénico.

“Só para o Brasil foram investidos oficialmente pelos grupos de controlo de população 836 milhões de dólares, nestes últimos 5 anos. Isso sem contar os recursos “extra-orçamentários” destinados ao “lobby” do aborto e da contracepção no Congresso Nacional e os destinados a algumas organizações anti-vida como as “Católicas pelo Direito de Decidir”.
http://a-dignidade-da-mulher-catolica.blogspot.com/2010/09/aspectos-politicos-da-contracepcao.html

No Brasil há vários executores dessa política de controlo populacional espalhados em universidades, organizações feministas, no governo federal, estadual e municipal.

E os grandes países capitalistas não tem interesse que o Brasil continue se desenvolvendo no ritmo em que está.

Fazendo um paralelo com a situação de Portugal, pode-se dizer que esses mesmos interesses políticos também motivaram a descriminalização do aborto no país. A aprovação do aborto na Europa está a levar os países a uma crise demográfica gravíssima que pode levar a instinção das populações europeias e uma consequente substituição pelas populações imigrantes! Portugal tem uma taxa de natalidade muito baixa e uma taxa de crescimento económico também muito baixo, a baixa população tem contribuido para o baixo desenvolvimento do país!

Vale a pena ressaltar que a questão do aborto não é uma questão puramente religiosa! Há muitos ateus que defendem fervorosamente a vida, independentemente de acreditarem em Deus ou não, acreditam no valor da vida, não é uma questão de crença, é uma questão humana e ética!

A vida começa na fecundação! O aborto é sempre um crime hediondo, mesmo se praticado nas primeiras semanas de vida, isso se consideramos o aborto de um embrião, se pensarmos então no aborto de uma criança a partir do 4º mes de gestação, que está totalmente formada, ainda é pior e eles pretendem aprovar a:

"DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO ATÉ O NONO MÊS DE GRAVIDEZ E POR QUALQUER MOTIVO”

Isso não seria matar uma pessoa já totalmente formada e inocente?! Não é justo que a criança não tenho o direito de nascer! Aborto é sempre homicídio!

Na minha opinião Deus é que tem o poder da vida! É o único que tem o poder de dar ou tirar a vida!

video

2 comentários:

  1. Sou contra a pena de morte, cujos defensores alegam que seja a sentença mais justa para alguns criminosos, imagina se vou ser a favor de uma pratica que tira a vida de quem não fez mal nenhum?! Não à legalização do aborto!

    http://um-dedinho-de-prosa.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Aborto é matar SERES HUMANOS completamente indefesos e inocentes!!

    ResponderEliminar

Caro leitor:

Os comentários deste blog serão moderados. Reservo-me o direito de não publicar comentários que fogem ao tema da postagem em questão ou que sejam claramente contra a Igreja Católica. Também reservo-me o direito de não publicar ou de deletar todo e qualquer comentário que considere inconveniente e abusivo. O objetivo deste blog não é promover discussões sobre os temas em questão e sim ajudar na formação católica. Se é contra o que foi exposto, por favor, não perca o seu tempo e guarde a sua opinião para si.

Obrigada pela compreensão.

Muito obrigada pelo comentário.

Taiana de Maria