Credo in Unam, Sanctam, Cathólicam et Apostólicam Ecclésiam

"Na presença dos Anjos ei de cantar-Vos e adorar-Vos no vosso santuário."
(Salmo 137, 1)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

200 milhões de cristãos são perseguidos no mundo!!!


Apresentado o Relatório sobre a Liberdade Religiosa da AIS


MADRI, quarta-feira, 24 de novembro de 2010 (ZENIT.org) – O Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo 2010, que a organização católica Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) apresenta bianualmente, revela que o número de cristãos perseguidos é de 200 milhões. Outros 150 milhões são descriminados por sua religião.

O relatório indica que na Europa os católicos não são perseguidos, mas sofrem bullying. A versão espanhola do relatório da organização católica foi apresentada ontem em Madri.

Desde o relatório anterior a situação não melhorou, de acordo com AIS, organização que ajuda cristãos em todo o mundo em projetos de apoio às igrejas locais como bolsas para sacerdotes, construção de igrejas, tradução de livros, etc.

A organização indica que a crescente tendência à perseguição e discriminação por motivos religiosos deve-se tanto à radicalização do mundo islâmico quanto à chamada “cristianofobia” e à facilidade com que se ridiculariza a Igreja em alguns países desenvolvidos.

Na apresentação do relatório, Javier Menéndez Ros, diretor da AIS na Espanha, e o missionário salesiano no Paquistão Miguel Ángel Ruiz, citaram o que Bento XVI disse na véspera da beatificação do cardeal John Newman: “No tempo de hoje, o preço a pagar pela fidelidade ao Evangelho já não é ser enforcado ou esquartejado, mas sim frequentemente significa ser excluído, ridicularizado, objeto de piada”.

A fé cristã é a mais difundida e também a mais perseguida. Como explicou Javier Menéndez, o número total é similar ao do relatório de dois anos atrás, ainda que os pesquisadores que participaram este ano do trabalho asseguram que a situação piorou para os cristãos.

O relatório analisa 194 países, com problemas em cerca de noventa, entre eles vários dos países mais populosos do mundo: China, Índia, Indonésia, Rússia e Paquistão. A piora da situação, segundo salienta Menéndez, deve-se especialmente a uma maior radicalização no âmbito muçulmano, com maior fanatismo, intolerâncias e abusos a praticantes de outras religiões.

Os países onde se produzem as maiores violações à liberdade religiosa são Arábia Saudita, Bangladesh, Egito, Índia, China, Uzbequistão, Eritreia, Nigéria, Vietnã, Iêmen e Coreia do Norte.

Menéndez salientou que “onde não existe liberdade religiosa não existe a liberdade democrática”, e sublinhou “a obrigação de qualquer ser humano de respeitar o direito ao culto, a evangelizar e a viver de acordo com sua fé”. No Egito, vige uma lei de liberdade religiosa, mas os cristãos sofrem discriminações e ataques, permitidos, segundo AIS, pelo governo de Hosni Mubarak.

O missionário salesiano Miguel Ángel Ruiz descreveu a situação no Paquistão. Ele explica que o terrorismo islâmico não afeta somente os cristãos, mas “todos que não pensam como os fundamentalistas”. “Se o terrorismo se centrasse somente nos cristãos, estaríamos muito pior agora”, afirmou.

Padre Ruiz considera que a perseguição só não é mais acirrada porque os meios de comunicação dão muita atenção aos ataques.

Em sua opinião, tanto Estados Unidos como Europa têm falhado muito: “Se a Europa, e especialmente a Espanha, não desperta, continuamos mal”, disse.

7 comentários:

  1. A questão da perseguição pra mim é clara. Vivo no Brasil, um país que se diz "o mais católico do mundo" mas que elege para os cargos mais importantes (inclusive a presidência) membros de partido Marxista que colocam como prioridade de governo o aborto. A CNBB ao invés de se manifestar contra, persegue os bons Bispos dizendo "a Igreja não se mete em política". Oras... foi justamente para combater o laicismo que a Festa de Cristo Rei surgiu. Não é muita cara de pau então?

    Bulling é normal. Ser taxado como radical, louco, burguês (mesmo não tendo dinheiro nem pra comer no restaurante da faculdade)...

    Tenho um blog com o mesmo objetivo do seu e bastante informação. Gostei do seu blog e estou seguindo. Gostaria que visitasse o meu.

    Pra facilitar pra você:
    http://br-verdadesejadita.blogspot.com
    In Xto.

    ResponderEliminar
  2. Ola D.S. Bonafé, eu também sou brasileira, mas vivo em Portugal, estou a par da situação politica do Brasil e também li em uma noticia que o papa disse exactamente o contrario, que a Igreja tem q se meter na política sim! Principalmente quando as leis humanas são contrarias as leis divinas, como na questão do aborto. As palavras do Papa foram: "Quando, porém, os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas" (http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=9790&Itemid=1)

    Devo dizer q a situação de Portugal é mto pior, aqui ja aprovou-se o casamento homossexual, o aborto e agora uma pessoa pode mudar de sexo no cartório com a mesma facilidade de quem vai somente requerer um documento... a situação cá é mto grave e gravemente imoral, por isso o país está afundado na grise!!!

    Eu também sinto a descriminação, o bulling, a maneira como quem tem fé hj em dia é facilmente ridicularizado, fico triste com tudo isso, porem a perseguição nos nossos países nada tem a ver com a perseguição no Oriente, onde as pessoas correm sério perigo de vida, atentados a liberdade religiosa. Uma vez li num comentario, uma pessoa disse q essas situações, como por exemplo, o atentado a Igreja de Bagdá, fazem da nossa vida um passeio no parque, e eu concordo!

    Seu blog é realmente mto parecido com o meu! também vou seguir.

    A Paz

    ResponderEliminar
  3. Muito boa postagem. A grande realidade é essa. Mas existe uma outra perseguição que também é muito cruel, mas que ninguém quase fala. É a perseguição silenciosa. Fala-se de perseguição apenas quando ela é visivelmente cruel. Mas quantas perseguições não são reais também e ocultas atráz de um sorriso? Parabéns pela postagem. Já publiquei o e-mail que voce me enviou. Dê uma olhadinha no Almas Castelos.

    ResponderEliminar
  4. Estou indicando o seu blog na seleta lista dos melhores blogs do Brasil. Por isso receba o prêmio Sunshine Award como prova desse reconhecimento. Visite meu blog e veja as regras para usar o Selo-Prêmio. Parabéns.
    Ângelo Miguel
    http://vandeanosdafe.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. MUITO OBRIGADA ANGELO!! FIQUEI MTO FELIZ!!

    ResponderEliminar
  6. Infelizmente os cristãos são perseguidos neste mundo, vindo desde logo à baila os países de maioria islâmica, terras essas onde muitos cristãos já viviam antes do surgimento da seita do pseudo-profeta Maomé. E o que realmente mais me toca profundamente é o facto desses cristãos perseguidos darem-nos autênticas lições de Fé, uma vez que eles, ao contrário de muitos de nós que dão a liberdade de termos a nossa Fé como um dado adquirido, amam verdadeiramente a Cristo e a Sua Igreja nem que isso signifique que tenham de enfrentar a própria morte.

    ResponderEliminar
  7. é Firehead, precisamos seguir o exemplo desses verdadeiros martires da fé!

    ResponderEliminar

Caro leitor:

Os comentários deste blog serão moderados. Reservo-me o direito de não publicar comentários que fogem ao tema da postagem em questão ou que sejam claramente contra a Igreja Católica. Também reservo-me o direito de não publicar ou de deletar todo e qualquer comentário que considere inconveniente e abusivo. O objetivo deste blog não é promover discussões sobre os temas em questão e sim ajudar na formação católica. Se é contra o que foi exposto, por favor, não perca o seu tempo e guarde a sua opinião para si.

Obrigada pela compreensão.

Muito obrigada pelo comentário.

Taiana de Maria